Foto: Agência Brasil Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Supremo Tribunal Federal (STF)

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) entrou com uma ação direta de inconstitucionalidade (ADI) no Supremo Tribunal Federal (STF) para derrubar as barreiras legais que proíbem procuradores e promotores de se filiar a partidos políticos e disputar eleições.

Conforme reportagem publicada no O Globo, caso o pedido seja acolhido, procuradores e promotores poderão ingressar em partidos e concorrer a cargos em qualquer eleição sem serem obrigados a deixar o Ministério Público.

Em Alagoas, a medida beneficiaria uma possível candidatura do procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar de Mendonça, cujo nome tem aparecido nas pesquisas de intenção de votos para a prefeitura de Maceió, em 2020.

Pelas regras atuais, para se candidatarem a cargos eletivos, procuradores, promotores e juízos – que também seriam beneficiados com a medida - são obrigados a se demitirem.