Foto: Agência Alagoas Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Inserção de dados na plataforma Educacenso garante repasse de recursos federais para as unidades escolares públicas

Gestores de escolas públicas e privadas têm até quarta-feira (31) para o preenchimento da primeira etapa do Censo Escolar 2019, no portal Educacenso (http://censobasico.inep.gov.br/censobasico/). Até a data limite, os dados informados devem estar completos e revisados pelas escolas. A partir da inserção das informações solicitadas na coleta inicial que os recursos federais são distribuídos para as escolas das redes públicas, abrangendo verbas destinadas para a merenda, transporte escolar e demais investimentos necessários para o funcionamento de uma unidade de ensino.

O Censo Escolar compreende todas as redes educacionais – escolas públicas, privadas e, também, as que mantém convênio com o setor público. Na 1ª etapa, são colhidos dados sobre as unidades: alunos, turmas, gestores e professores em sala de aula. O lançamento de dados deve ser realizado por gestores de todas as etapas da educação básica: Ensino Infantil, Fundamental, Médio, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Ensino Profissionalizante.

"No caso das escolas públicas, a participação na primeira etapa é imprescindível, se a unidade não preencher os dados, ela não receberá os repasses de recursos federais”, relembra a supervisora de Estatística e Avaliação Educacional, Ivandelma Gabriel.

Escolas privadas - No entanto, a supervisora enfatiza a importância da participação das escolas privadas no Censo. “Os dados das escolas privadas são tão importantes quanto os das escolas públicas, pois são realizados cruzamentos com os dados de população coletados pelo IBGE, e daí surgem os indicadores educacionais que são utilizados no planejamento de políticas nacionais, em publicações do MEC e de organismos internacionais”, complementa.

Estudantes matriculados e frequentes até 29 de maio (data referência do Censo Escolar 2019) devem ser declarados no Educacenso com todos os dados finalizados e verificados pelos gestores das unidades. O dia 31 de julho é, ainda, prazo final para a organização da base de dados de aplicação do Saeb 2019.