Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O aeroporto de Maragogi foi destacado como oportunidade de investimento no site de negócios chinês Trade Invest. Apresentado no Alagoas Business Summit 2019, evento oficial do Governo do Estado na China no último dia 22, em Pequim, o empreendimento despertou o interesse dos investidores.

Estrategicamente localizado entre Maceió e Recife, Maragogi é o segundo pólo turístico de Alagoas e o terceiro destino mais procurado do Brasil, recebendo, em média, 800 mil pessoas por ano. Das cidades brasileiras sem aeroporto, Maragogi é a mais visitada.

A infraestrutura da cidade está à altura, de acordo com o secretário de Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano, Mosart Amaral. “Maragogi dispõe de hotéis e resorts, restaurantes, artesanato, cenários como vilas de pescadores, coqueirais, praias de águas cristalinas, reservas e trilhas de Mata Atlântica. E é um dos ecossistemas mais importantes do Brasil, com fauna e flora de espécies marinhas que só agregam à qualidade dos serviços turísticos do município”.

O projeto do aeroporto prevê um terminal de passageiros de mil metros quadrados e pistas de pouso e decolagem com capacidade para suportar aeronaves tipo 4C, de grande porte, o que possibilitará a operação de empresas do Brasil e internacionais. O custo é de US$ 25 milhões de dólares.

Além deste empreendimento, o Governo de Alagoas apresentou aos investidores chineses o VLT de Maceió, o Canal do Sertão, a ponte entre Penedo e Neópolis, entre outras obras.