Foto: Ascom Ufal Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Universidade Federal de Alagoas (Ufal)

As eleições para reitor e vice-reitor da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) acontecem em 1º turno nos dias 7 e 8 de agosto e em 2º turno nos dias 14 e 15 de agosto. A menos de três semanas do pleito, servidores denunciaram que “manobras” estão sendo tomadas para impedir funcionários de votar.

Uma médica que trabalha no Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes (HUAA) que preferiu não se identificar, disse à reportagem do CadaMinuto nesta sexta-feira, dia 19, que “houve uma reunião do Conselho Universitário (Consuni) e foi feita uma alteração no regimento onde os cerca de 800 servidores da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) que trabalham na unidade de saúde ficaram impedidos de votar na eleição para reitor”.

A assessoria de Comunicação da Ufal informou que “os funcionários da Ebserh não são servidores efetivos da Ufal e por isso já não podiam votar, porém a proposta para poderem participar do pleito foi colocada em votação e o Consuni não aprovou”.

Sobre a decisão, a assessoria reforçou ainda que, “o Consuni não interfere na consulta para reitor, nem elabora o regimento da consulta que é organizada pelas três entidades representativas de docentes, técnicos e estudantes. O Conselho só ratifica o resultado ao final e monta a lista tríplice respeitando a consulta”.

Os candidatos

Chapa 1: Prof. Dr. Josealdo Tonholo (Reitor) e Profª. Drª Eliane Aparecida Holanda Cavancanti (Vice-Reitora)

Chapa 2: Profª. Drª Maria Valéria Costa Correia (Reitora) e Profª Drª Ângela Maria Moreira Canuto Mendonça (Vice-Reitora)

Chapa 3: Profº. Dr. Alexandre Márcio Toledo (Reitor) e Profª Drª Célia Nonata da Silva (Vice-Reitora)

Chapa 4: Profº Dr. José Vieira da Cruz (Reitor) e Profª Drª Tânia Maria Gomes Voronkoff Carnaúba (Vice-Reitora).