Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Sete empresas, dentre elas as mais conhecidas Real Alagoas, Veleiro e Viação Girauense não se apresentaram à Agência Reguladora de Serviços Públicos do Estado de Alagoas (Arsal) no último dia do prazo de recadastramento, sexta-feira (12/07), das empresas que fazem o transporte coletivo intermunicipal em Alagoas e estão sendo descredenciadas do serviço.

Elas ainda terão dez dias para apresentar recursos à decisão, mas é possível até que não o façam, como revelou um empresário do setor a reportagem.

“O serviço é deficitário e está falido”, assegurou, apontando a histórica falta de fiscalização como sendo uma das causas principais da situação de agora.

Veja, abaixo, a relação das empresas que estão sendo descredenciadas:

– CRISTIANO MATEUS SANTOS – ME
– EXPRESSO METROPOLITANO LTDA – EPP
– L PEREIRA LIRA VIAÇÃO – VIAÇÃO FEIRAGRANDENSE
– REAL ALAGOAS DE VIAÇÃO LTDA
– VELEIRO TRANSPORTES E TURISMO LTDA
– VIAÇÃO GIRAUENSE LTDA
– JG LOCACOES DE SERVICOS EIRELI