Foto: Cortesia / Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Fórum da Capital, no Barro Duro

Teve início nesta segunda-feira, dia 15, no Fórum de Maceió, o julgamento de Silvana de Oliveira Lins Macêdo, acusada de ser a mandante do assassinato do médico endocrinologista, Francisco Rodrigues Freire, ocorrido em 2007, em Maceió. O júri popular está sendo conduzido pelo juiz John Silas.

Aldreis dos Santos Oliveira, que também teve envolvimento no crime foi condenado, no ano de 2014, a 22 anos e cinco meses de prisão e depois de pedido de revisão teve a pena reduzida para 19 anos.

Testemunhas alegam que Silvana teria tido um relacionamento com o médico e após o término da relação, em 2001 ela entrou na Justiça para obter o reconhecimento de união estável, porém o mesmo foi negado.

O caso

O crime ocorreu no dia 7 de junho de 2007, por volta das 20h30, na rua Formosa, no Prado. De acordo com os autos, dois homens desferiram vários tiros contra o médico Francisco Rodrigues, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.