Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Com um investimento de mais de R$ 170 mil, a Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reabriram, nesta segunda-feira (15), em Maceió, o Centro de Diagnóstico e Imagem Professor Alberto Cardoso. O espaço estava fechado há 11 anos e, com a reabertura, deverá beneficiar mais de 4,5 mil pessoas por mês.

O Centro de Diagnóstico e Imagem (CEDIM) vai ofertar à população exames como mamografia, densitometria óssea, raio-X, ressonância magnética, eletrocardiograma e ecocardiograma. Os serviços serão disponibilizados gratuitamente, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Conforme o reitor da Uncisal, Henrique de Oliveira Costa, a expectativa é que, até meados do próximo ano, o CEDIM passe a beneficiar mais de 10 mil pessoas por mês. “Inicialmente, serão 4,5 mil atendimentos mensais. Até o fim do ano, a nossa previsão é que esse número passe para 8 mil. Para o próximo ano, com a oferta do serviço de ressonância, devemos passar de 10 mil”, frisou.

O reitor destacou que, além de garantir assistência para a população, o Centro de Diagnóstico e Imagem servirá como campo para o ensino, a pesquisa e a extensão, tripé que compõe a universidade. De acordo com Henrique Costa, os estudantes da Uncisal serão diretamente beneficiados.

TELELAUDO – Um dos diferenciais do CEDIM será a utilização de telelaudos, o que deverá garantir agilidade e qualidade ao serviço prestado. A coordenadora do Centro, Kátia Born, ressaltou que municípios do interior do estado poderão integrar a rede de serviço e enviar exames para que sejam analisados e que recebam os laudos dos profissionais da universidade.

“É importante destacar que esse sistema é utilizado em grandes hospitais do Sul e Sudeste, principalmente, e que, agora, Alagoas passa a contar com os telelaudos. Isso é um avanço importante para a saúde pública no estado e nós nos orgulhamos de, juntos com os técnicos da própria Uncisal, termos colocado em prática. A população será a principal beneficiada”, ressaltou Born.

Na oportunidade, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, destacou a parceria com a Uncisal e frisou que a universidade exerce um papel estratégico para a prestação de serviços de saúde. “A população não quer saber se é a Sesau ou a Uncisal quem está prestando o serviço, ela quer ser beneficiada. E é isso que nós buscamos fazer, estruturar o que já existe e assistir a população”.

O governador Renan Filho afirmou que este é mais um equipamento de saúde que está sendo entregue a população e destacou a capacidade do Centro de Diagnóstico para atender a pacientes do interior do estado. “Agora, os pacientes do interior do estado não vão mais precisar ficar aguardando a realização de exames ou o laudo médico. Por meio de um sistema avançado, eles vão receber em um curto espaço de tempo os resultados dos exames e vão dar seguimento aos seus tratamentos”, expôs.

Renan Filho destacou o empenho do reitor Henrique Costa e a parceria firmada com a Secretaria de Estado da Saúde e concluiu seu pronunciamento anunciando a aquisição de um equipamento de ressonância magnética para o CEDIM. “Atualmente, Alagoas não tem nenhuma máquina própria de ressonância, mas anunciou aqui, em primeira mão, que vamos adquirir duas: uma para o Hospital Metropolitano e outra para a Uncisal”, finalizou.

Na oportunidade, também foi entregue ao Centro Especializado em Reabilitação III (CER III) um veículo adaptado para o transporte de pacientes até a unidade.