Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true


No domingo o menino que se matou foi enterrado. Hoje,segunda-feira, outro menino comete o mesmo gesto.
É morador de   periferia distante, com nome do inventor de avião.
Uma periferia distante e esquecida da Maceió das belas praias,onde as políticas públicas chegam lentamente e acanhadas.
O menino era músico e se matou.
A música não salvou o menino.
O suícidio é epidemia em Algoas.
Epidemia.
Alguém tem dúvidas?
Precisamos de políticas públicas de prevenção ao suícidio e auto-mutilação, como também para os sobreviventes.
Precisamos falar do suicídio como problema de saúde pública.
Precisamos!