Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Depois de movimentar Maceió com as festividades de São João, a Fundação Municipal de Ação Cultural (FMAC) anuncia um investimento histórico de R$ 7 milhões, 770 mil em ações a serem apresentadas ao longo deste mês. Entre as iniciativas incluídas no pacote de investimentos está o Edital do Audiovisual – Maceió 2019, fruto de uma parceria com a Agência Nacional de Cinema (Ancine), por meio do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), que irá destinar ao segmento R$ 6 milhões.

Através do Edital do Audiovisual, que será lançado na próxima quinta-feira (11), a partir das 8h30, no Jatiúca Hotel & Resort, a Fundação irá viabilizar a produção de 12 curtas-metragens, três longas-metragens, três festivais nacionais de cinema e três telefilmes, além de garantir ações de capacitação voltadas ao segmento do audiovisual e iniciativas de apoio para projetos cinematográficos em desenvolvimento e cineclubes.

Escultura

Depois de Aurélio Buarque de Holanda, Graciliano Ramos e Paulo Gracindo, outras duas grandes personalidades alagoanas serão homenageadas com esculturas de bronze, no dia 23 de julho: Nise da Silveira e Lêdo Ivo. Para a produção dos monumentos, feitos pelo escultor Léo Brandão, foram investidos R$ 300 mil. A escultura de Nise da Silveira será posicionada no Corredor Vera Arruda. Já a de Lêdo Ivo ainda terá o local definido e, posteriormente, divulgado.

A manutenção da Rede Municipal de Pontos de Cultura também está entre as ações anunciadas no pacote de investimentos. Ao todo, a Fundação irá destinar R$ 1 milhão e 200 mil para as 20 instituições que irão compor a nova fase da Rede, beneficiando aproximadamente seis mil alunos de escolas públicas do Município com atividades de teatro, cultura popular, circo, artesanato, música e cultura afro-brasileira.

O edital que irá selecionar as entidades que participarão da nova fase da Rede será lançado no dia 15 de julho, a partir das 8h30, no Centro Cultural Arte Pajuçara.  Durante o evento, haverá a exibição de um documentário sobre a implantação da primeira Rede de Pontos de Cultura em escolas de Maceió produzido pela La Ursa Cinematográfica, empresa selecionada por meio de uma chamada pública lançada pela FMAC.

Além disso, por meio de um convênio firmado com o Governo Federal, será lançado no dia 16 de julho, a partir das 8h30, no Corredor Vera Arruda, o projeto Ginga Capoeira. A iniciativa tem o intuito de disseminar a capoeira, uma das principais manifestações da cultura afro-brasileira, em escolas da Rede Municipal de Ensino, beneficiando cerca de 400 alunos.  Ao todo, serão investidos R$ 170 mil em atividades relacionadas ao projeto.

Encerrando o pacote de investimentos, a Fundação lança no dia 30 de julho um edital destinado à produção de novos figurinos para folguedos de Maceió. A iniciativa contará com um investimento de R$ 100 mil, contemplando 20 grupos culturais.

De acordo com o presidente da Fundação, Vinicius Palmeira, o pacote de investimentos representa um momento histórico para a gestão da cultura em Maceió. “Estamos muito felizes com esse momento rico de entregas e de novas ações, que resultam de um longo período de trabalho, anos de muito trabalho e dedicação. Podemos dizer que a Cultura segue numa espécie de contramão (no bom sentido)  para Maceió do que acontece no cenário nacional”, afirmou.