Ascom Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O deputado federal Marx Beltrão (PSD), coordenador da bancada alagoana no Congresso Nacional, foi o responsável pela garantia de investimentos de R$ 2,3 milhões provenientes do Ministério da Educação (MEC) para a construção do Centro de Engenharia de Energias Renováveis da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). A assinatura da ordem de serviço para o início das obras já foi dada, os trabalhos devem começar na próxima semana e a entrega do prédio está prevista para 2020.

“Este Centro vai abrigar as atividades de ensino, pesquisa e extensão do curso de Engenharia de Energias Renováveis da Universidade. Esta é uma graduação inovadora e fundamental na estratégia de desenvolvimento energético sustentável do Nordeste e do Brasil, sendo um dos tópicos de pesquisa mais importantes na atual realidade mundial. Este Centro possibilitará que os alunos, técnicos e docentes da UFAL desenvolvam conhecimento de ponta nesta área, situando nosso estado nesta discussão vital e indispensável, que é produzir energias limpas e sem agressão ao meio ambiente” afirmou Marx Beltrão.

O Engenheiro de Energias Renováveis é o profissional responsável por pesquisar matrizes energéticas mais eficazes com o mínimo de dano ambiental. Visando à sustentabilidade, à melhor qualidade e à segurança, os engenheiros de energias renováveis têm como foco de estudo as energias solar (obtida através do sol), eólica (obtida através do vento), hídrica (obtida através da energia potencial de uma massa de água), de biomassa (obtida através de elementos de origem orgânica) geotérmica (obtida através do calor da Terra), das marés, dentre outras. 

O diretor do Centro de Ciências Agrárias (CECA) da UFAL, professor Gaus Silvestre de Andrade Lima, afirmou que “a construção deste Centro é um passo decisivo em nosso avanço nesta área tão importante do conhecimento e o apoio do deputado federal Marx Beltrão foi fundamental. Assim como também foi essencial o apoio de toda a equipe do CECA, de alunos como Émerson, de professores como Márcio André Cavalcante, Maisa Cavalcante e Flávio Barbosa. Enfim, de todos os técnicos, alunos e professores desta instituição. Em 2020 contaremos com uma estrutura moderna e apta a desenvolvermos nossos trabalhos”, afirmou.

O projeto do Centro de Engenharia de Energias Renováveis possui dois blocos, A e B. O Bloco A é térreo e possui duas salas de aula e um laboratório didático, com capacidade de 106 alunos por turno (matutino e vespertino), sendo 40 alunos por sala de aula e 26 no laboratório. No Bloco B são dois pavimentos, o térreo possui duas salas de aula e um laboratório didático, com capacidade de 105 alunos por turno (matutino e vespertino), sendo 40 alunos por sala de aula e 25 no laboratório.