Divulgação/arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Ministério Público Estadual - MPE

O Ministério Público de Alagoas, por meio da 2ª Promotoria de Justiça de União dos Palmares, instaurou Inquérito Civil Público para apurar suposto ato de improbidade administrativa, acerca da inclusão de servidores que não prestavam serviços na folha de pagamentos da Prefeitura de União dos Palmares.

Segundo a portaria publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (27), há indícios de pagamentos indevidos de serviços e mercadorias - neste caso, mobiliários - adquiridas pela Prefeitura, por intermédio da inclusão de supostos servidores públicos na folha de pagamentos do município, sem que eles efetivamente prestassem os serviços.

Ainda de acordo com a portaria, o Inquérito “consiste na apuração de eventuais ilícitos no pagamento de mobiliários adquiridos pela Prefeitura, por meio da inclusão de servidores fantasmas na folha de pagamento do município”.

Conforme a promotoria, a referida conduta viola a Lei de Licitações, a Lei de Improbidade Administrativa e os preceitos legais referentes ao orçamento público.

Como providências iniciais, vários documentos foram requisitados à Prefeitura de União dos Palmares, que terá um prazo de dez dias para a entrega.

A reportagem ainda não conseguiu contato com a prefeitura.