Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputada Jó Pereira

O Plano Operativo do Hospital da Mulher, que está sendo construído ao lado da Maternidade Santa Mônica, em Maceió, será apresentado e discutido nesta sexta-feira (28), às 9h, na Assembleia Legislativa, durante sessão especial proposta pela deputada Jó Pereira (MDB). Segundo a parlamentar, a ideia é mostrar à sociedade detalhes acerca do planejamento, financiamento e gestão da unidade hospitalar.

A sessão especial será transmitida ao vivo, pela TV Assembleia, e no Instagram oficial da deputada (jopereira_), com link para página no Youtube, que pode ser compartilhado por qualquer internauta. 

O plano deve ser apresentado pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, a quem o gabinete da parlamentar já solicitou, por meio de ofício, a divulgação de algumas informações, a exemplo de quais procedimentos e consultas serão ofertados; a estimativa mensal do número de atendimentos; e se há previsão para realização de exames e procedimentos relativos ao diagnóstico do câncer, principalmente o de mama, colo do útero e tireoide.

O gestor da Sesau também deve orientar à população sobre o acesso das pacientes aos serviços do hospital e sobre possíveis procedimentos relacionados ao planejamento reprodutivo (laqueaduras e colocação de DIU), além de detalhar se a unidade hospitalar terá laboratório próprio ou terceirizado, informando, neste caso, o andamento do processo.

“A nossa expectativa é que o hospital atenda as principais demandas das mulheres, não tendo apenas um caráter obstetra, pois, dentro da saúde feminina, uma das áreas mais carentes e que mais tem afligido a nós, mulheres, é a oncologia. Esperamos que, quando inaugurada, essa nova unidade hospitalar realmente contemple avanços e seja um marco no atendimento às alagoanas”, disse Jó.

Lembrando a emenda ao Orçamento, conquistada recentemente pelo parlamento, que destina 1% dos recursos do Orçamento Anual do Estado (mais de R$ 100 milhões) para o atendimento oncológico, a deputada reforçou o sentido de apoio orçamentário a novas ações ligadas a oncologia.     

No final de março deste ano, o governador Renan Filho (MDB) anunciou que a obra está com 98% dos serviços executados. Com sete andares e 127 leitos, o hospital foi construído para representar um marco na rede de cuidados especializados na saúde feminina. A expectativa é que a inauguração ocorra no próximo mês de agosto.