Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

“Criança não deve trabalhar. Infância é para sonhar”. Este é o tema da campanha de combate ao Trabalho Infantil. Nesta segunda-feira (17), aconteceram diversas ações de conscientização da população durante a programação do Dia “D”, na praça Luiz Pereira Lima.

A coordenadora das Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Aepeti), Joelma Ribeiro, destacou a importância da disseminação de informações sobre o assunto.

“Nós estamos trabalhando a sensibilização da população para esse tema tão difícil de abordar. Estamos pedindo o apoio da sociedade para dizer não ao trabalho infantil e garantir a infância da criança”, afirmou Joelma.

Para a coordenadora do Centro de Referência da Saúde do Trabalhador (Cerest), Janyne Araújo, as ações são importantes para a erradicação do trabalho infantil.

“A criança não tem que trabalhar. A criança tem que estudar e ter a sua infância. Durante todo o ano nós estamos informando e fiscalizando junto com os parceiros”, ressaltou Janyne.

A população pode denunciar o trabalho infantil, através do Disque 100 ou ligando diretamente para os conselhos tutelares.