Reprodução Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true ônibus

Com a greve geral marcada para a próxima sexta-feira (14) algumas categorias vão aderir à paralisação e os serviços ficarão suspensos em Maceió. Na capital, os ônibus não vão circular, as agências bancárias não funcionarão e os trens vão ter as viagens reduzidas. A greve geral é contra a reforma da Previdência. Um ato está marcado para sexta-feira, às 15h, na Praça Centenário.

Ônibus

Ao todo, os 650 ônibus urbanos e intermunicipais, que fazem as linhas entre Rio Largo e Maceió, não sairão das garagens, tendo suas atividades pausadas até o fim da paralisação.

“A categoria realizou assembleia e foi definido que a categoria vai participar da greve geral, e vai ser o dia todo sem ônibus em Maceió. Vai ser 100% com os carros parados nas garagens o dia todo. Na sexta-feira não vai circular ônibus”, disse Sandro Régis, presidente do Sinttro.

Sandro disse ainda que essas mudanças na previdência não oferecem nenhum benefício à classe trabalhadora e principalmente aos rodoviários. “Os trabalhadores entendem que a reforma da previdência, se aprovada do jeito que está sendo posta, ela vai prejudicar muito a classe trabalhadora.”, disse o presidente do sindicato.

Bancos

Após reunião da categoria, os bancários de Alagoas decidiram em assembleia, aderir à Greve Geral. A deliberação foi tomada por unanimidade e acompanha também orientação da Contraf e do Comando Nacional dos Bancários.

A categoria destaca que estará interrompendo as atividades por uma previdência pública e solidária, em defesa dos bancos públicos e contra a política de desmonte, fatiamento, enfraquecimento e privatização das empresas públicas, particularmente o BB, a Caixa e o BNB.

Trens

Em contato com a Companhia Brasileira Trens Urbanos (CBTU), a reportagem foi informada que não há confirmação que a CBTU vai aderir à Greve, mas que vai haver uma redução no número de viagens.