Foto: Reprodução / Facebook Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Sessão extraordinária na Câmara Municipal de São José da Tapera, Sertão alagoano.

A Câmara Municipal de São José da Tapera arquivou nesta terça-feira (11), durante votação em sessão extraordinária, o processo de impeachment contra o prefeito do município, José Antônio Cavalcante (PSDB).

O gestor foi julgado pela prática de nepotismo, pois, segundo o processo, dois irmãos de José Antônio foram admitidos em cargos de fiscalização e da administração municipal. Há também uma denúncia de desvio de quase R$ 10 milhões do Instituto de Previdência Municipal, o Iaprev.

Seriam necessários 13 votos para o afastamento do prefeito. As denúncias foram votadas separadamente, em ambas não foram atingidos os 2/3 dos votos necessários para a cassação do mandato de José Antônio Cavalcante.

Sete vereadores votaram a favor do impeachment: Cosme Guedes (Progressistas), Flávio Vieira (PRB), Kel de Tijela (PRTB), José Antônio Pereira (MDB), Professor Márcio (PTB), Marquinhos X (PRP) e Paulo Vieira (MDB).

Seis parlamentares votam contra: Afonso Netto (MDB), Amair Ribeiro (MDB), Ernandes do Caboclo (PSD), Evandro Pereira (SD), Felipe Cardoso (PSB) e Luciano Maia (PSDC).

O pedido foi protocolado em fevereiro deste ano, a partir de uma denúncia feita por um servidor aposentado.

Com o resultado da votação desta terça, o processo foi arquivado e José Antônio Cavalcante permanece no comando do Executivo Municipal.

 

*Com Correio Notícia