Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A 9ª Conferência Estadual de Saúde foi oficialmente aberta na manhã da segunda-feira,10/06, no  Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, no bairro Jaraguá, em Maceió.
A IX Coesa, convocada pelo decreto n° 66.212/2019 é realizada pelo  Conselho Estadual de Saúde de Alagoas (CES/AL) e a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e tem como tema ‘Democracia e Saúde.
Participam da COESA mais de 400 pessoas, representando 98 municipios alagoanos e diversos segmentos sociais , que assumem  o compromisso de debater propostas para melhorias  e o acesso da saúde pública à população.
E, em momento tão critico  para a saúde pública em Alagoas, a ausência de uma representação do Ministério Público Estadual foi extremamaente criticada.Segundo comunicado  da COESA a não participação  se deu por conta de viagem do procurador-geral.
"Não é porque o promotor viajou que o MPE não poderia está presente. Deveria ter enviado um representante"- disse um participante.
"O MPE não está atendendo aos anseios da população. Prefere ouvir os gestores e não a sociedade"-bradou outro.
Diante dos aclames exacerbados foi proposta  a criação de uma moção da Conferência  solicitando ao MPE que  informe , por escrito, aos orgãos de controle social, qual a real atuação do orgão  frente as inúmeras demandas em relação à saúde do estado.
Com a palavra o Ministério Público Estadual.
A 9ª COESA prossegue até dia 12 de junho.
 

Foto: Carla Cleto