Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Em pleno dia do Meio Ambiente, um marco histórico para o município. Após um trabalho intensivo de formação e capacitação, o prefeito de Marechal Deodoro, Cláudio Filho Cacau, assinou a ordem de contratação da Cooperativa de Catadores de Marechal Deodoro (COOPMAR) para realizar o trabalho de coleta seletiva do município. O feito aconteceu na manhã desta quarta-feira (06), na Secretaria de Meio Ambiente, durante o lançamento da campanha de Coleta Seletiva.

Desde o fechamento do lixão, em 2017, a prefeitura de Marechal Deodoro iniciou um trabalho de capacitação, preparo e formação de uma cooperativa com os catadores de lixo que sobreviviam e residiam no antigo espaço de despejo. Com pouco mais de dois anos de sua formação, a Cooperativa de Catadores de Marechal Deodoro foi contratada pelo município para realizar o trabalho de coleta seletiva na cidade.

O prefeito de Marechal Deodoro, Cláudio Filho Cacau, falou da emoção de contratar a COOPMAR após tantos desafios encontrados no início da gestão. Cacau também garantiu os investimentos na educação ambiental como forma de preservar nossa cidade.

“Passa filme na cabeça. Aqui em Marechal Deodoro vocês tem um prefeito que levanta a bandeira do Meio Ambiente. Eu estive lá, fechando o lixão e dando minhas palavras para vocês, agora estou aqui, cumprindo com minhas promessas. Essa é minha missão! Eu tenho investido bastante na educação ambiental para que as crianças possam levar para casa a importância de preservar o meio ambiente”, afirmou.

Emocionado, o presidente da COOPMAR, Jefferson da Silva Reis, garantiu os esforços dos cooperadores e falou do reconhecimento da profissão.

“Hoje, a COOPMAR nos dar muito mais condições de viver. Passamos por muitas dificuldades, mas não chegaríamos aqui sozinhos. Muitos não acreditavam, mas foi todo um processo que a gente chegar até aqui. Queria agradecer o apoio de todos, porque comparando a realidade do lixão, hoje a gente vive mil maravilhas, e hoje a gente pode mostrar que catador é uma profissão sim”, expôs.

A solenidade contou com a presença dos Procuradores do Trabalho, Dra. Adir Abreu e Dr. Rafael Gazaneo; do deputado Estadual Davi Maia; do vice-presidente do Conselho Nacional da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, Afrânio Farias; da representante da Braskem, Renata Amorim; e das empresas Mãos Verdes, ANCAT; SEBRAE; SESCOOP; Movimento Catadores; COOPREL; COOPLUM; COOPVILA e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos.

CONTRATO

A partir de agora, a COOPMAR irá realizar o serviço de coleta, processamento e comercialização dos resíduos sólidos urbanos recicláveis ou reutilizáveis, além de um trabalho de educação ambiental em todo o município. Desde a sua fundação, a instituição já vinha desenvolvendo um trabalho social e recolhimento de resíduos nas escolas, pontos comerciais e industriais, sendo agora, contratada para o serviço.

De acordo com o contrato, a empresa contratada terá metas a serem alcançadas. Nos seis primeiros meses, a contratante receberá o valor de quase 46 mil reais para a coleta de, no mínimo, cinco toneladas no primeiro mês; 10 toneladas no segundo mês; 15 toneladas no terceiro mês; e 20 toneladas em cada os últimos três meses.