Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Não existe uma fórmula mágica para o emagrecimento rápido ou para ter um corpo saudável em poucos dias. Em termos de exercício físico, no entanto, o cenário é outro. Isso porque diversos cientistas parecem ter encontrado uma forma de obter resultados eficientes em um curto espaço de tempo. E o método é o treino de alta intensidade.

No Brasil os treinos de alta intensidade também são conhecidos como treinos HIIT, sigla para high intensity interval training. Segundo o site Saúde Logo esse treino é cada vez mais popular em todo o mundo. O treino intervalado de alta intensidade está caindo nas graças dos pesquisadores e dos praticantes de uma vida mais fitness.

Como funcionam os treinos de alta intensidade?

O objetivo principal desse tipo de treino é elevar a frequência cardíaca do indivíduo a 80 ou 90% da sua capacidade máxima. Quando esse objetivo é atingido, o praticante deve descansar completamente, mas por um período de tempo bastante curto. Depois de descansar, deve repetir o exercício quantas vezes o professor orientar.

É na repetição que um treino de alta intensidade mostra o seu potencial. Isso pode ser visto no seguinte exemplo: um indivíduo corre 100 metros em um sprint, dando o máximo de potência que consegue. Após completar a distância, descansa por um minuto. Volta a percorrer a mesma distância e a descansar o mesmo minuto pelo menos 10 vezes.

Os especialistas orientam, no entanto, para o fato de que cada pessoa reage de forma diferente aos exercícios. É preciso levar em consideração a experiência e o condicionamento físico de cada indivíduo antes de iniciar a uma atividade de HIIT.

A reação do corpo aos treinos intervalados de alta intensidade

Os pesquisadores que analisaram o organismo de indivíduos praticantes de HIIT chegaram a algumas conclusões importantes a respeito de como o corpo reage à prática.

Logo nos primeiros segundos eles notaram que o organismo se esforça ao máximo para encontrar todas as fontes de energia que puder. Só dessa forma um ser humano consegue chegar a sua frequência máxima cardíaca.

Quem está em busca de emagrecimento, portanto, pode encintrar no HIIT um grande aliado. Uma vez que ele utiliza o glicogênio para ativar o sistema aeróbico, a tendência é haver alta queima calórica durante o processo. Ou seja: grande parte das reservas de açúcar do corpo são queimadas em treinos de elevada intensidade.

Benefícios de realizar um treino HIIT

As pesquisas são unânimes em apontar inúmeros benefícios para quem praticas de treinos altamente intensos. Seja em uma esteira, seja em uma bicicleta, quem eleva a sua frequência cardíaca ao máximo está ajudando seu corpo a evoluir.

Em primeiro lugar, como dissemos, há queima das moléculas de açúcar presente no organismo. Aliando isso a uma alimentação saudável e equilibrada, os praticantes de HIIT aumentam suas chances de emagrecimento. É, portanto, o modo mais rápido de se eliminar aquela gordurinha localizada e incômoda.

Além disso, a performance do praticante melhora. O desempenho físico, de acordo com os especialistas, pode melhorar até 15% após algumas sessões de treinos de alta intensidade. Esses exercícios estimulam as células de todo o corpo, aumentando a resistência muscular, mas principalmente a cardiovascular.

A grande vantagem dos treinos HIIT, por fim, é a chamada homeostase. Esse processo é o grande responsável por manter o corpo equilibrado depois de intensas sessões de treinamento. Mas não só: a homeostase garante que o indivíduo continuará a queimar calorias por horas após o término de sua sessão de treino.

Alertas sobre os treinos de alta intensidade

Nem tudo é maravilhoso nos treinos de alta intensidade. Infelizmente nem todas as pessoas estão aptas a praticá-los. De acordo com especialistas, inclusive, é apenas um grupo seleto de indivíduos que está liberado para elevar sua frequência cardíaca ao máximo.

Toda pessoa deve consultar um médico antes de iniciar qualquer tipo de atividade física. Com os treinos de alta intensidade, no entanto, essa recomendação é ainda mais assertiva. Portanto se você tem alguma doença ou complicação, não faça jamais esse tipo de treino sem consultar um especialista.

Quem tem apenas um mínimo de condicionamento físico também deve ir antes a um consultório médico. Lembramos, ainda, que é extremamente importante que realize treinamentos de alta intensidade sempre sob a supervisão e a tutela de um profissional.