Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Davi Davino Filho

Para o deputado estadual Davi Davino Filho (PP), o trabalho social realizado por ele na capital contribuiu para que seu nome fosse lembrado para prefeito de Maceió, em pesquisa divulgada nesta semana pelo Ibrape. Por meio de sua assessoria, o parlamentar alfinetou: “Pesquisa é resultado do trabalho e não de atuação em rede social”.

“A gente realiza um trabalho sério nas bases, direto com a comunidade, diferente de muitos novos políticos que se dizem ser novos e vivem no mundo digital sem conhecer a realidade das pessoas”, afirma.

A quem servir a carapuça...

Em uma das simulações apresentadas na pesquisa, Davino aparece com 17% das intenções de votos, tendo à frente o deputado federal JHC (PSB), com 30%, e o procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, com 24%.

Em cenários com mais nomes, como o do vice-prefeito Marcelo Palmeira (PP), do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), do ex-ministro e ex-deputado federal Maurício Quintella e da deputada federal Tereza Nelma (PSDB), Davino mantém a terceira posição.

Ainda por meio da assessoria, o deputado estadual disse que ainda não há nada definido em relação a uma possível candidatura majoritária: “Primeiro nós vamos ouvir as lideranças nas comunidades, ouvir as lideranças políticas, para depois ter um posicionamento”.

Segundo ele, sua preocupação agora é discutir propostas para “a capital”. “Antes de decidir quem vai ser o candidato, quero participar de um grupo que apresente um projeto para nossa cidade. A partir deste projeto vamos escolher o melhor candidato”, afirmou.

Candidato ou não, neste novo mandato na Assembleia Legislativa, Davino não parece o mesmo da legislatura anterior. Utilizando bem mais - e com mais desenvoltura - a tribuna da Casa e trazendo à tona discussões importantes, como os problemas no Programa do Glaucoma, agora o parlamentar está sendo mais visto e, provavelmente, incomodando  mais a alguns...