Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Sexta-feira,24/05, a partir das 19 horas, no Aracajé vai ter poesia. Muita poesia autoral  feita por jovens talentos@s, pret@s artistas das periferias de Maceió. Gente que faz da escrita a arte da resistência.
Jovens literat@s mostrando sua arte.
 Literatura negra.
Teremos cantador@s  de vários quilates, soltando a voz ao som do violão.Teremos batalha de poesias.
As poesias impressas estarão espalhadas pelos quatro cantos do Aracajé, caso você queira ocupar o palco aberto e soltar a voz.
Será uma noite boa para ler poesia ao som de primorosas melodias  e conhecer jovens talentos, pratas-pretas das Alagoas de Palmares, e o melhor  você carrega a alma de leveza. 
Tem muita gente precisando relaxar a alma.
A realização da nona edição do Festival é uma iniciativa do Instituto Raízes de Áfricas, com o apoio do governo do estado, através da SECULT,SEMUDH,SECOM e do Aracajé.
E por falar nisso, o  Aracajé é um restaurante bem simpático e aconchegante, com um acarajé de deixar água na boca. Fica na rua Paulo Falcão, no bairro da Jatiúca. É uma rua por trás da Avenida Amélia Rosa.
A gente faz o convite  torcendo por sua presença.
Afinal, não é todo dia que as palavras criam cores, né, não?
Apareça!