Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Durante o seu programa de rádio, o Mobiliza Brasil, o Deputado Federal JHC (PSB/AL), que vem acompanhando a situação e pedindo esclarecimentos técnicos e reparação de danos aos moradores, não deixou dúvidas de que a Braskem é a responsável pelos prejuízos e constrangimentos que os moradores dos bairros do Pinheiro, Mutange e Bebedouro vêm passando.

Para JHC, devido às rachaduras, causadas pela extração de sal-gema, como apontado no relatório do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), os moradores da região afetada sofrem problemas de diversas ordens, desde as sociais e psicológicas até as financeiras e depredações do patrimônio.

Com as palavras ratificadas pelo representante do Movimento SOS Pinheiro, Geraldo Vasconcelos, JHC criticou a ineficiência do poder público e o desconhecimento ou desatenção desses para com os problemas dos bairros. 

“É inconcebível às famílias dos bairros afetados terem que esperar até 60 dias para poder ter acesso ao aluguel social”...  Vou propor um gabinete de gestão integrado, que delegados do ministério fiquem aqui, instalado até mesmo no próprio bairro, no sentido de que a Defesa Civil nacional, alinhando com a municipal, e o Ministério em Brasília, possam agilizar esse processo de liberação do aluguel Social”,

JHC disse ainda que vai provocar os órgãos competentes e chefes dos poderes para que o aluguel social, bem como as demais medidas de reparação, sejam garantidas, até que haja, em definitivo, medidas de efetiva solução e indenização às famílias, para que elas possam seguir suas vidas.