Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Deputada Jó Pereira, em missão técnica no Ceará

Com a missão de compartilhar experiências para auxiliar Maceió e Alagoas a reduzir e prevenir o número de homicídios de adolescentes. Foi assim que a deputada estadual Jó Pereira (MDB) voltou de Fortaleza (Ceará), onde participou, a convite do Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), de uma missão técnica com agendas integradas à Plataforma dos Centros Urbanos (PCU). A plataforma é uma iniciativa do Unicef, com a cooperação de governos e outros parceiros, para promover os direitos de crianças e adolescentes mais vulneráveis.

Jó foi a única parlamentar alagoana presente na missão técnica, realizada pelo Unicef, em parceria com o Conselho de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas) e a Associação para Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará (APDMCE). No convite, o Unicef destacou que a participação dela seria importante para o fortalecimento das iniciativas de prevenção à violência em Maceió e para o desenvolvimento da agenda prioritária de redução de homicídios de adolescentes, no âmbito da PCU.

“Nós conseguimos, principalmente no Nordeste, em Alagoas, enfrentar a mortalidade infantil. Agora precisamos focar esforços no sentindo de garantir que essas crianças que atravessaram a barreira da mortalidade infantil possam viver mais e melhor. Esse é o nosso desafio e, para assumirmos esse desafio, contamos com a parceria do Unicef, da Plataforma dos Centros Urbanos, das Assembleias Legislativas de Alagoas e do Ceará, e estamos também contando com a mobilização e convencimento dos gestores municipais, e do gestor do Estado de Alagoas, no sentindo de mostrar que as políticas públicas de prevenção são muito mais efetivas, eficazes e ricas em resultados do que a política do combate”, avaliou a parlamentar.

Durante os dias 9 e 10 de maio, Jó Pereira e as delegações de Alagoas e outros estados visitaram alguns equipamentos da rede pública municipal, a exemplo da Rede Cuca e do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CCPHA), conhecendo a experiência de cada um e o estudo “Trajetórias Interrompidas - Cada Vida Importa”, incluindo aspectos relacionados ao aumento dos crimes contra meninas em Fortaleza.

O grupo também acompanhou o seminário “Segunda Década da Vida e Mortes por Causas Externas”, realizado na Assembleia Legislativa do Ceará, pelo CCPHA. Os representantes foram recebidos pelos deputados estaduais José Sarto (presidente do Poder Legislativo) e Renato Roseno (relator do Comitê), e participaram de oficinas para a construção de um plano de trabalho comum entre as capitais. “É muito importante pontuar a necessidade de interlocução entre os estados e centros urbanos, tendo em vista que, na maioria das vezes, o cenário é o mesmo e, se não houver uma parceria entre municípios e Estado, nunca avançaremos”, pontuou Jó.

A deputada explicou que o Comitê Cearense disponibilizou uma caixa de ferramentas para todos os representantes dos estados e capitais presentes, contendo indicativos, orientações e todo o passo a passo para a implantação de comitês para acompanhamento do número de homicídios entre adolescentes, estimulando também a criação, pelo Poder Executivo, de um comitê gestor – a exemplo do criado no Ceará – com a finalidade de acompanhar a trajetória de vida desses adolescentes, identificando as causas das mortes, possibilitando a prevenção e adotando ações voltadas ao público na segunda década de vida.

O CCPHA foi criado em 2016, em uma iniciativa conjunta entre a Assembleia Legislativa do Ceará, Governo do Estado do Ceará e Unicef, com o intuito de propor políticas públicas de prevenção e redução de homicídios de adolescentes no estado.

Participaram também da missão técnica, delegações de Brasília, Rio de janeiro, São Paulo - representado também pela deputada estadual Marina Helou -, Bahia e Ceará, e integrantes do Canal Futura. Além de Jó Pereira, integraram a comitiva de Alagoas, Juliana Vergetti (consultora do Unicef para a Plataforma dos Centros Urbanos em Maceió); Karla Kelly Silveira (assessora de Articulação para a PCU em Maceió.); Ruthiléia Ferreira Barbosa (vice-presidente da Comissão de Defesa da Criança e do Adolescente da OAB-AL); Danille Christine de Jesus (coordenadora Geral dos Serviços de Convivência da Secretaria Municipal de Assistência Social de Maceió); e Simone Marques (administradora e especialista em gestão pública, integrante da Assessoria Técnica do gabinete de Jó Pereira).