Foto: Divulgação Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Tribunal de Justiça de Alagoas

Vai a júri um homem acusado de matar Edilson Ângelo Jorge da Silva por vingança em outubro de 2016. A motivação do crime teria sido vingança após um desentendimento entre Matheus Henrique Soares Correia e Edilson quinze dias antes do ocorrido, enquanto estavam jogando baralho, oportunidade em que a vítima deu um tapa no rosto do réu. 

Segundo a denúncia do Ministério Público, a vítima estava sozinha numa praça no bairro Antares quando uma moto se aproximou e um homem, que estava na garupa, desceu e efetuou de surpresa diversos disparos contra Edilson, que faleceu no local. 

Durante o processo, Matheus negou a autoria do crime. O réu alegou que ficou sabendo da morte de Edilson por WhatsApp, que não sabe jogar baralho, e que não tinha desentendimentos com a vítima, porque não a conhecia.

O réu Matheus Henrique Soares Correia será julgado pelo crime de homicídio por motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

A sessão será nesta quinta-feira (25), às 13h, com a condução do juiz Geraldo Cavalcante Amorim, titular da unidade.

*com Ascom TJ/AL