Foto: Ascom TJ/AL Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Tribunal de Justiça de Alagoas

O réu Anderson Luiz de Sandes Alves, levado a júri popular pela morte de Thiago Lucas Monteiro Mascarenhas, foi absolvido nesta quarta-feira (24), em Arapiraca. Os jurados reconheceram que o réu foi o autor dos disparos, mas decidiram absolvê-lo. O julgamento foi conduzido pelo juiz Alfredo dos Santos Mesquita, da 5ª Vara Criminal da Comarca.

O caso

O crime ocorreu em junho de 2007, às margens da rodovia AL-155, entre as cidades de Lagoa da Canoa e Arapiraca. De acordo com a denúncia, o réu estava em uma festa em Lagoa da Canoa, quando teve o boné subtraído por Thiago Lucas Monteiro.

Thiago deixou a festa em direção a Arapiraca, mas precisou retornar, encontrando o réu no percurso. Ao reconhecer o homem que subtraiu seu boné, Anderson efetuou disparos contra Thiago, que veio a óbito. Uma outra pessoa que estava no local foi atingida, mas sobreviveu. Em depoimento, o réu alegou ter agido em legítima defesa.