Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Vereadores em sessão na Câmara Municipal de Maceió

A Câmara Municipal de Maceió afirmou, por meio de nota, que abrirá um inquérito administrativo para investigar o uso indevido de possível veículo nos crimes de estupros denunciados pela Polícia Civil, após a prisão de Benício Vieira, nesta segunda-feira (15).

A Mesa Diretora informou que apoia o posicionamento do vereador Chico filho e já determinou a imediata exoneração do servidor lotado no Gabinete do parlamentar. Benício Vieira de Lima é apontado pela polícia como “estuprador em série” e pode ter feito mais de 19 vítimas.

Leia mais: Após denúncias, assessor parlamentar é preso acusado de estupros em série em Maceió

Segundo o levantamento da Polícia, as vítimas têm entre 11 e 18 anos e já foram confirmados mais de 9 casos e outros 10 ainda estão em fase de apuração. 

Confira a nota:

A Câmara Municipal de Maceió, assim como toda a sociedade alagoana, está indignada com o caso de violência sexual contra 19 menores praticado por um servidor comissionado deste Poder, preso na manhã desta segunda-feira.

Além de prestar total solidariedade às vítimas e suas famílias, o Legislativo municipal expressa seu repúdio a qualquer tipo de crime, sobretudo aquele que têm como alvo a inocência de crianças, como no caso, que tinham entre 11 e 18 anos.

A Mesa Diretora da Casa apoia o posicionamento do vereador Chico filho e já determinou a imediata exoneração do servidor lotado no Gabinete do referido parlamentar, além da abertura de inquérito administrativo para investigar o uso indevido de possível veículo pertencente a este Poder.

A Câmara presta ainda total apoio às autoridades policiais e se coloca à disposição para qualquer esclarecimento.