Foto: Agência Câmara 245a41e2 74ed 4b67 b8cb 5c5d39af869b Plenário da Câmara dos Deputados

Sete dos nove deputados federais alagoanos não teriam definido o voto, se a favor ou contra, para a Reforma da Previdência, se a votação acontecesse hoje (21). Apenas dois votariam contra.

A informação foi divulgada pelo site Valor Econômico e mostra dados levantados pela empresa Atlas Político, que realiza um monitoramento diário sobre a questão, chamado de “Termômetro da Previdência”.

De acordo com a pesquisa, os deputados Paulão (PT) e Tereza Nelma (PSDB) votariam contra. Já Arthur Lira (PP), Isnaldo Bulhões (MDB), JHC (PSDB), Marx Beltrão (PSD), Nivaldo Albuquerque (PTB), Sérgio Toledo (PR) e Severino Pessoa (PRB) não manifestaram posição, ou não definiram se votam a favor ou contra a proposta.

Se a votação ocorresse hoje, dos 513 parlamentares que compões a Câmara Federal, 93 votariam a favor, 142 contra e 208 não teriam voto definido. Os demais, 70 deputados, afirmaram que apoiam parcialmente o texto da proposta.

De acordo com a Atlas Político, todos foram contatados por e-mail, telefone e presencialmente. Os que não responderam foram classificados como indefinidos, exceto os que possuem bancadas partidárias com posicionamentos públicos unânimes, que foram classificados de acordo com o consenso do partido até este momento e os que se manifestaram publicamente em relação a reforma, no noticiário ou nas redes sociais.

Para aprovação da prosposta da Reforma da Previdência são necessários 308 votos.

Confira, abaixo, a posição dos deputados alagoanos: