Maria Maia/CM 541724b4 b658 4730 a0f9 031daaf9e28e Equatorial Energia

Durante a solenidade de passagem do controle da Eletrobras para o grupo Equatorial Energia, realizada na tarde desta segunda-feira, dia 18, a nova empresa informou que estará investindo um montante de R$ 545,77 milhões que serão aplicados na melhoria dos serviços e do atendimento ofertados aos consumidores alagoanos.

O presidente da Equatorial Alagoas, Humberto Soares informou que daqui a cerca de 45 dias deve acontecer um reajuste tarifário e destacou que a concessão é do Estado de Alagoas. “Nós temos que atender as regras e regulamentações são da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) que não nos permite fazer alterações da maneira que queremos”, destacou Soares.

Inadimplência

Destacando que a Companhia Energética de Alagoas (Ceal), "está abaixo dos padrões de qualidade estabelecidos pela Aneel desde 2010” o novo grupo irá fazer um estudo da empresa para identificar as maiores necessidades. Conforme Augusto Miranda, presidente da Equatorial Energia "a empresa hoje tem um prejuízo é de R$ 1,3 bilhões"
 

Miranda comentou ainda que uma prioridade será a redução das perdas de energia. "Os furtos e as perdas não-técnicas trouxeram grandes prejuízos para a antiga Ceal, por essa razão nossos esforços se concentrarão em combater a inadimplência e o famoso ‘gato’, um crime que prejudica a todos, assim poderemos investir na melhoria dos serviços afetados.

Postos de trabalho

Os trabalhadores da empresa tem se mostrado apreensivos quanto à manutenção dos postos de trabalho. Porém, segundo o presidente da empresa em Alagoas “vai haver um programa de demissões voluntárias, para as pessoas que não se sentem preparadas ou que não estão prontas para seguir com a nova empresa”.

Segundo o presidente do Sindicato dos Urbanitários, Nestor Powell “estamos apostando em uma nova fase e queremos que haja um diálogo. Esperamos que a empresa valorize o quadro funcional já que todos possuem experiência e estão trabalhando na Eletrobras faz tempo”.

*Estagiária sob supervisão da editoria