Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

A deputada estadual e ex-prefeita de Estrela de Alagoas, Angela Garrote (PP) entrou em rota de colisão com o prefeito Júlio Cezar (PSB) de quem foi aliada desde o inicio da sua campanha eleitoral rumo a prefeitura da terra Xucuru. Toda a motivação está relacionada a eleição majoritária do próximo ano. Mesmo sem declarar a intenção de ir para a disputa, a aparlamentar vem sendo algo de muita inveja e perseguição da atual gestão.
Uma pesquisa interna realizada recentemente e ainda não divulgada mostra a deputada em situação confortável na preferencia do eleitorado, aparece inclusive na pesquisa a ex-primeira dama Mozabele Ribeiro. O rompimento entre a parlamentar e o prefeito, é evidente através das postagens nas redes sociais  do prefeito de Estrela de Alagoas, Arlindo Garrote (PP) filho da parlamentar. Nas postagens o prefeito manda Júlio Cezar tomar rumo na sua gestão, caso contrario vai continuar realizando uma gestão sem rumo.
Afirma Arlindo Garrote que é a propria gestão de júlio Cezar que está concorrendo para o desgaste e o nome da deputada surge no cenário politico na disputa pela sucessão em 2020. "Não faço questão de fazer parte do seu grupo politico" desabafa Arlindo Garrote. 
Na campanha para chegar a Prefeitura de Palmeira, Júlio Cezar fez muitos acordos, prometeu muito e pouco cumpriu. Sua gestão não tem uma identididade ´politica, entrou em rota de colisão com aliados que atualmente são seus adversários. 
Noticias chegadas ao blog dão conta de que aliados da deputada Angela Garrote contratados para o serviço público na Prefeitura de Palmeira estão sendo perseguiidos e até demitidos. Um dos casos é a exoneração do presidente do PSB jovem, José Hugo Rocha dentre outros.
Exonerações
O Diário Oficial do Município publicou também na última sexta-feira, dia 15 a exoneração de Karia Born (PDT) da Secretaria de Saúde. O anúncio da saída  de Born da secretaria se deu justamente há 30 dias (15 de fevereiro), mas a Portaria só foi publicada na sexta passada. Em seu lugar, interinamente, assume a servidora Lígia Angélica Santos da Silva.
Mesmo após 30 dias do anúncio da saída de Katia Born da secretaria de Saúde efetivada no Diário Oficial da última sexta-feira (15), o prefeito Julio Cezar ainda não anunciou o nome do substituto.
Nos bastidores, comenta-se que o "grupo dos 9 vereadores" está exigindo que o prefeito nomeie o vice-prefeito Márcio Henrique (PPS) para o cargo, enquanto ainda se ouve rumores de que a secretaria seria entregue ao PT de Pedro Paulo e Sheila Duarte ou até mesmo a deputada Ângela Garrote (PP). A participação do ex-vice-prefeito Pedro Paulo, seria uma forma de uma aproximação com o PT através do deputado federal Paulo Fernandes o Paulão.
Contudo, o Diário Oficial  publicadas outras exonerações de pessoas ligadas à deputada que reforçam o as especulações de rompimento político entre o prefeito e a parlamentar que na quarta-feira transferiu o título de eleitor para Palmeira dos Índios, mas não confirmou se será candidata ou não em 2020.