Bd00e822 e6fe 4a28 91da a559bd193f4a

Oscar Isaac, Ben Affleck, Charlie Hunnam e Pedro Pascal estão juntos para roubar um importante chefão do tráfico na América do Sul. Escondido no meio da floresta, o criminoso esconde milhões e o grupo liderado por Isaac pretende resgastar o dinheiro em uma operação ilegal, fazendo jus ao famoso ditado "ladrão que rouba ladrão..."

Produzido pela Netflix, "Operação Fronteira" (2019) tem direção de J. C. Chandor, que também assina o roteiro. Este por sua vez, tenta trazer para o espectador os conflitos morais dos personagens principais. Porém esse limiar de ética e do código moral sofre constantes mudanças durante o longa. Isso acaba nos deixando confusos quanto às motivações e aos limites de cada membro da equipe. 
Tanta inconstância prejudica a credibilidade das decisões finais, visto que não soam condizentes com as personalidades traçadas até então. 
As cenas de ação são modestas, mas corretas. Chandor aposta mais na dinâmica do grupo, que se mostra refém da propria ganância e por isso tem que pagar uma conta mais cara do que a planejada.
O elenco funciona bem em conjunto, mas sinto que Pedro Pascal foi o mais prejudicado pelo roteiro. 

No geral, faltou mais adrenalina no terceiro ato para o filme ganhar mais urgência. Ao meu ver, o diretor se preocupou em "salvar" o espírito de seus personagens ao invés de bancar suas falhas morais, numa espécie de redenção. Assim, o final me pareceu demasiadamente clichê, com um gancho desnecessário para uma eventual sequência, que em nada me desperta curiosidade.

6.5

*Disponível na Netflix 

*Instagram para contato: resenha100nota