Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O vereador Pablo Fenix, apresentou indicação na sessão desta quinta-feira (14), da Câmara Municipal de Arapiraca, assinado pelos vereadores Jario Barros, presidente da Casa, pelo vice-presidente Thiago ML, Willomaks da Saúde,  Gilvania Barros, Professora. Graça, Pastor Marcos Caetano, Melquisedec de Oliveira,  Aurélia Fernandes e Rogério Nezinho, solicitando ao prefeito Rogério Teófilo e a secretaria municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, cópia do contrato da concessão da Frigovale em Arapiraca, junto com o contrato e enviar também,  planta, licenças concedidas pela prefeitura e órgãos ambientais balanço financeiro do recolhimento de impostos municipais.  

Ao justificar, o autor do pedido, Pablo Fenix, que recebeu o total apoio dos vereadores presentes à sessão,  lamentou que as reclamações contra a Frigovale,  ainda continuam acontecendo e sem que nenhuma providência seja tomada por parte dos órgãos competentes.  

Pablo Fenix, sugeriu que fosse formada uma comissão para averiguar as denúncias, que segundo ele, são gravissimas e que precisam urgentemente serem apuradas, disse ele. 

Ainda de acordo com o parlamentar,  ele tem conversado com os marchantes que continuam enfrentado dificuldades para realizarem os abates naquela empresa.

Os vereadores Thiago ML, Willomaks da Saúde,  Professora Graça e Melquisedec de Oliveira, criticaram duramente a direção da Frigovale, onde inclusive,  pediram a anulação da concessão, sob a alegação de que desde que foi instalada em Arapiraca,  a Frigovale,  tem prestado um desserviço,  não apenas a Arapiraca, mas a dezenas de outras cidades que também fazem o abate bovino naquela empresa. 
O vereador Thiago ML, demonstrou a sua indignação com o problema,  afirmando que muitos marchantes,  estão indo pra Maceió,  fazer o abate por falta de apoio da empresa,  que não trata as pessoas como elas merecem. 

O vereador Willomaks da Saúde,  disse que desde que assumiu o seu mandato como vereador de Arapiraca,  que cobra com outros vereadores,  uma solução urgente, porém,  nada de concreto.  

O vereador Melquisedec de Oliveira, também se mostrou revoltado com a situação, afirmando que os diretores da Frigovale,  deveriam ir embora de Arapiraca,  por não ter nenhum respeito com o povo de Arapiraca. 

A Professora Graça,  lembrou que acompanha as atividades da Frigovale desde i início,  lembrando até,  quando da inauguração,  o governo do estado fez elogios e mais elogios e depois,  deixou o problema para Arapiraca,  principalmente para os vereadores que são cobrados diariamente para resolver o problema.  

Ela lebrou que esse processo está na Defensoria Pública e defebdeu que os vereadoras,  procurem saber qual o andamento e encerrou afirmando que é uma questão moral para o municipio resolver o problema. 

A vereadora Gilvania Barros,  falou sobre o mal cheiro provocado pela empresa,  que tornou-se um problema de saúde pública,  onde as crianças e idosos são as que mais sofrem com problemas respiratórios.  

O vereador Rogério Nezinho, lembrou de uma visita feita pelos vereadores quando constataram situações gritantes nsquele local,  como exemplo,  a falta de uma inspeção diária de técnicos para sanar os problemas.  

Ao final das discussões, o presidente Jario Barros, definiu que seria formada uma comissão de vereadores para ir realizar uma inspeção na próxima segunda-feira (18),  até contando com a presença de empresários e engenheiros ambientais e com isso,  usar todos os meios legais para resolver a questão.

Por sua vez, o vereador Melquisedec de OLiveira,  sugeriu ao presidente Jario Barros, que seria mais viável,  realizar uma reunião entre os próprios vereadores,  para depois realizar de surpresa esta inspeção,  o que foi acatada pelo presidente.