Crédito: Google Maps 02c531d1 75f6 46e8 9f1f d725ebdaadcb Sede do Serveal é invadida durante a noite de terça-feira

(Atualizada às 17h)

A informação de que o Governo do Estado irá “fechar” o Serveal (Serviços de Engenharia do Estado de Alagoas S.A) correu feito rastilho de pólvora nesta quinta-feira (14) nos corredores da empresa, deixando aflitos os servidores que lá trabalham. 

Segundo um funcionário, que pediu para não ser identificado, a partir de amanhã as atividades já estão suspensas no órgão. O martelo foi batido ontem (13), durante uma reunião do Conselho de Investidores, do qual o Governo é detentor de 96% das ações. 

A decisão de iniciar o processo de liquidação da empresa foi anunciada hoje aos administradores e colaboradores do Serveal. 

A fonte ouvida pelo Blog disse que, embora a decisão não chegue a ser surpresa, já que o assunto vinha há meses sendo comentado nos bastidores, os servidores se ressentiram da “rapidez” com a qual ela foi tomada e com o fato de os “avisos prévios” já estarem prontos para serem distribuídos.

Eles reclamam também da falta de informações sobre o que virá a seguir.

Nota oficial


Em Nota Oficial, o Governo do Estado confirmou que o Conselho de Acionistas do Serveal decidiu, em reunião nesta quarta-feira (14), dar início ao processo de liquidação da empresa.

“Com o processo, que tem início imediato, os serviços executados pelo Serveal serão absorvidos pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Seinfra) e pela Secretaria de Estado de Transporte e Desenvolvimento Urbano (Setrand)”, prossegue a nota.

O documento afirma ainda que “todos funcionários da empresa terão seus direitos trabalhistas assegurados, conforme a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e todos os compromissos com fornecedores serão honrados”.