sãomiguelweb.com Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Seria hilário se não fosse trágico. O comerciante Rivaldo Felisberto, proprietário da Comercial São Marcos, uma pequena mercearia localizada na Rua Cel. Francisco Jatobá, na entrada do Canto da Saudade já foi assaltado oito vezes. Além de dinheiro em espécie os ladrões já roubaram uma bicicleta nova do comerciante, sem contar as mercadorias.

Na maioria dos casos o valor roubado é insignificante, mas o perigo é eminente. “Eles chegam de arma em punho, sempre revólver calibre 38”, relata Sr. Riva, como é popularmente conhecido.

Além dos quatro assaltos a mão armada, a mercearia já foi arrombada quatro vezes e outras três vezes foram tentativas. “Eles entram pelo telhado(veja fotos), levam besteira, mas levam, não perdem a ‘viagem’. Da última vez entraram pelo banheiro, roubaram na lanchonete e passaram aqui pra mercearia, levaram moedas e biscoitos”, fala indignado o comerciante.

“Além do prejuízo do roubo propriamente dito, tem o prejuízo do que é quebrado e destruído pra entrar aqui. Eles já serraram três cadeados desse portão grande da frente”, fala Dona Carminha, esposa de Riva.

Em um dos assaltos os elementos foram presos. “Eu não sei se eles ficaram detidos por muito tempo. Nós prestamos queixa e a polícia civil conseguiu prender os bandidos”, esclarece Dona Carminha.

O último assalto ocorreu na quinta-feira(8). “Eu estava de costas aqui arrumando a prateleira quando virei o malandro estava aí de pé com o revólver na mão, ‘passa o dinheiro aí’, só fiz pegar o dinheiro aqui na gaveta e entregar, fazer o que né? Eu trabalho e passo o dinheiro pros meus ‘sócio’”, ironiza Riva. “Eu não tenho mais o que fazer, não vou deixar de trabalhar!”, conclui.

Segundo dados do IBGE, São Miguel dos Campos têm um dos menores índices de assalto e roubo do estado. Os índices reais não são registrados porque as pessoas que são assaltadas não procuram a delegacia para prestar queixa. Assim, a cidade é considerada uma das de menor índice no assunto. Portanto, se você for vítima de assalto ou furto procure a delegacia para prestar queixa