Arquivo/ Agência Brasil Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Crianças da educação infantil em sala de aula

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) está em fase de preparação para a eleição de diretores e vice-diretores de unidades de ensino da rede oficial da capital. O calendário ainda não está definido, mas está garantido que 121 unidades passarão pelo processo, entre Centros Municipais de Educação Infantil (Cmei) e demais escolas. Os detalhes do pleito, a exemplo das datas de eleição e posse, devem ser concluídos ainda esta semana pela secretária Ana Dayse Dorea e a equipe responsável, para publicação no Diário Oficial do Município (DOM).

O mandato de diretor e vice-diretor da rede municipal de ensino tem duração de três anos. Para normatizar todas as questões desse processo, o prefeito Rui Palmeira sancionou a lei 6.482/2015. Nela, constam todos os detalhes, como a formação mínima necessária para os interessados em disputar os cargos, suas competências e as questões relacionadas à gestão das unidades de ensino, entre outros pontos.

A eleição para os gestores das escolas da rede municipal de ensino da capital envolve a participação de toda a comunidade escolar, a exemplo de professores, pais e alunos, bem como representações da própria Semed, União Dos Estudantes Secundaristas de Alagoas (Uesa), Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Alagoas (Sinteal), assim como das comissões eleitorais escolares.

A coordenadora de Gerenciamento e Organização Escolar da Semed, Marta Palmeira, explica que o processo na realidade já foi iniciado bem antes. “Os interessados no pleito, que, de certa forma, são pré-candidatos, já participaram do curso de certificação, com carga horária de 60h, através do qual se qualifica à disputa”, explica Marta. O curso está previsto na legislação municipal citada e foi oferecido pela faculdade FAT, em parceria com o município.