Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Ricardo Vélez

Contrariando a orientação do Ministério da Educação (MEC)  que “pede” às escolas que seja cantado diariamente o Hino Nacional, a Secretaria de Estado de Educação (Seduc) emitiu nota nesta terça-feira, dia 26, destacando que “em respeito à autonomia da escola no desenvolvimento de suas práticas pedagógicas, entende que cantar o Hino Nacional é uma atividade que fica a critério de cada unidade escolar”.

O MEC ainda tinha pedido que nas escolas fosse citado o slogam de campanha de Bolsonaro: "Brasil acima de tudo. Deus acima de todos!”, porém, hoje, após audiência do ministro da Educação Ricardo Vélez no Senado, ficou definido que será enviada uma nova mensagem às escolas com uma nova carta, agora sem o slogan da campanha presidencial.

Confira abaixo a nota da Seduc na íntegra:

“A Secretaria de Estado de Educação, em respeito à autonomia da escola no desenvolvimento de suas práticas pedagógicas, entende que cantar o Hino Nacional é uma atividade que fica a critério de cada unidade escolar.

Compreendemos também que os critérios e condições para filmagem de qualquer atividade didático-pedagógica deve constar no regimento interno da unidade de ensino, observando as questões legais quanto ao uso de imagem e autorização dos pais ou responsáveis pelos estudantes menores de idade.

Por outro lado, a Seduc entende que as escolas não se constituem ambiente propício para manifestações político-partidárias.

A Seduc vem trabalhando a fim de garantir os direitos de aprendizagem das crianças e jovens alagoanos, em colaboração com a União e os municípios, por meio de políticas educacionais que proporcionem educação pública gratuita e de qualidade”.