Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O governador Renan Filho participou nesta quinta-feira, 20, em Brasília, junto com governadores do Nordeste da reunião econômica onde foi apresentada a reforma da Previdência.

Assim como outros chefes de estado, Renan Filho criticou a algumas mudanças como as pontuadas para o Benefício de Prestação Continuada  (BPC).  Segundo a proposta, idosos pobres irão receber inicialmente R$ 400, ao contrário do salário mínimo (R$ 998), pago hoje em dia.

Renan disse ainda que  “a reforma da Previdência tem um componente regional muito significativo. Não é questão ideológica, mas é que no Nordeste o INSS é uma das principais fontes de renda do povo, dos estados e das cidades”, comentou o governador.