Foto: Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Ônibus de Maceió

O primeiro mês de 2019 registou o pior número de passageiros da história das empresas de transporte de Maceió, janeiro obteve 5.123.998 de passageiros pagantes, um número nunca registrado pelas empresas. 

Dos últimos cinco anos, o mês de janeiro desse ano se destaca até agora como o pior mês quanto a queda passageiros pagantes entre as quatro empresas que prestam serviço na capital. Comparado com 2015, quando a média era de passageiros era de 6.749.510, houve uma redução de 24%, o que significa um prejuízo mensal de 6 milhões e 72 milhões ao ano. 

“Nós últimos cinco anos as empresas reduziram os custos para suprir a perda de receita causada pela diminuição de passageiros e com isso, os investimentos ficam comprometidos. Além de que esses prejuízos influenciam diretamente no cálculo tarifário previsto anualmente.”, destacou o jurídico do Sinturb, Fernando Paiva. 

As empresas associam a grande perda de passageiros a organização do transporte clandestinos e também as novas modalidades de transporte por aplicativo. 

Media anual de passageiros

2014 - 6.986.301 
2015 - 6.930.944 (- 1%)
2016 - 6.380.555 (- 9%) 
2017 - 5.723.639 (- 18%) 
2018 - 5.499.638 (- 21%)
Janeiro de 2019 - 5.123.998 (-24%)