Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

No próximo ano a deputada estadual Ângela Garrote (PP) poderá ser a fiel da balança nas eleições municipais de Palmeira dos Índios, Estrela de Alagoas e Igaci. De acordo com fontes do Partido Progressista, Garrote poderá abreviar seu mandato na Assembleia Legislativa e disputar o comando da Prefeitura de Palmeira dos Índios.

Ainda não há informações se o prefeito Júlio César terá, ou não, forças para disputar a reeleição, visto que sua gestão não vem agradando a população palmeirense.

A principal reclamação é que ele teria “loteado a Prefeitura entre os vereadores”. Júlio ainda é alvo de várias polêmicas na internet e a última delas foi o vazamento de um suposto vídeo íntimo do prefeito.

Nas eleições de 2018, Ângela Garrote obteve uma votação expressiva em Palmeira dos Índios, com quase dez mil votos. Os números animaram a família Garrote e serviram como um banho de água fria nas pretensões do prefeito Júlio César, que vê sua reeleição ameaçada.

Informações de bastidores dão conta que está havendo uma conversa entre Ângela Garrote e o ex-deputado e atual suplente Edval Gaia (PSDB). Ao que se sabe, Gaia poderá concorrer a Prefeitura de Igaci, com o apoio de Ângela Garrote e, em troca, apoiar o candidato da família Garrote em Estrela de Alagoas. Os primeiros sinais dessa articulação é a possível filiação de Edval Gaia ao PP.

Se tudo correr bem, e conforme planejado, Ângela Garrote poderá se consolidar como a maiore liderança política das três cidades (Palmeira dos Índios, Igaci e Estrela de Alagoas).

Quem observa tudo de longe e tem total interesse nesse xadrez político é o deputado federal Severino Pessoa (PRB), uma vez que o seu filho, Randerson Pessoa (PRB), está na segunda suplência à Assembleia Legislativa, exatamente na retaguarda de Ângela Garrote e Edval Gaia.