Foto: Polyana Lima/Cada Minuto 6d9af548 c4d2 4d60 84b3 5be7f85922f2 Moradores estiveram no local com faixas

Durante o simulado no bairro do Pinheiro na tarde deste sábado (16), moradores da região protestaram pedindo atenção ao Poder Público. Com faixas nas mãos, a população bloqueou um trecho da Avenida Fernandes Lima, no Farol.

Segundo Gabriel Tenório que mora há 35 anos no Pinheiro, a manifestação é para reinvidicar atenção referente ao auxílio-moradia já que a maioria das pessoas fez a solicitação para ter direito ao auxílio e ainda não recebeu.

"A cada dia está piorando. Não recebemos nenhum auxílio do Governo Federal e estamos preocupados", Gabriel.

Segundo ele, o simulado não resolve a situação do Pinheiro e estar presente na ação também foi uma forma de protestar. "O que vai resolver a nossa situação é mais eficiência, a situação do auxílio, os estudos. A própria Braskem faz um estudo e emite um laudo. Não estamos tendo respostas".

Mesmo morando na área de risco, Gabriel afirmou que não pretende sair do local onde reside, mas afirmou que "não sabe o que vai acontecer".

O coordenador da Defesa Civil, Dinário Lemos disse que o cadastro está sendo feito para as famílias que estão na área vermelha e que são 400 famílias que residem lá. O auxílio-moradia no valor de R$ 1.000 foi disponibilizado pelo Governo Federal para ajudar esses moradores.

*estagiária sob a supervisão da editoria