90824cfa e03f 4479 aef3 72183f8135d4

A renomada atriz brasileira Bibi Ferreira, faleceu nesta quarta-feira (13), aos 96 anos no Rio de Janeiro. Dona de uma carreira consolidada em 77 anos de muita arte e sucesso, a "dama do teatro", como era conhecida, deixará saudades.

Bibi Ferreira se aposentou dos palcos em setembro de 2018, enquanto ensaiava para um espetáculo em homenagem a Dorival Caymmi. A causa da morte ainda não foi confirmada, mas de acordo com O Globo ela sofreu uma parada cardíaca. A atriz chegou a ficar internada em junho de 2018 por conta de uma desidratação.

Abigail Izquierdo Ferreira , mais conhecida pelo nome artístico de Bibi Ferreira foi uma atriz, cantora, diretora e compositora, que alegrou a vida de muitas pessoas com seu talento e disposição. Com uma presença consolidada no ramo artístico, a atriz chegou a entrar para a lista das 10 Grandes Mulheres que Marcaram a História do Rio, em 2015.

Eterna amante da dramaturgia, por incrível que pareça, Bibi iniciou sua carreira aos 24 dias de vida, na peça “Manhãs de Sol”, de Oduvaldo Vianna, interpretando o papel de uma boneca. Seu primeiro trabalho profissional nos palcos foi em 1941, dando vida a personagem Mirandolina, na peça "La locandiera". Daí em diante a atriz excepcional não parou mais.

Bibi protagonizou inúmeras peças e montou sua própria companhia de teatro em 1944, reunindo diversos nomes importantes do teatro brasileiro, como Maria Della Costa, Cacilda Becker e Henriette Morineau.

Nos anos 60, a atriz conquistou sucessos em musicais como em “Minha Querida Dama” (My Fair Lady), estrelado por Bibi e Paulo Autran. Na mesma década ela também apresentou programas de TV na Rede Excelsior, gravados no Teatro Cultura Artística.

Destacou-se por montagens como “Gota d’Água’, de Chico Buarque junto com Paulo Pontes, com quem teve um relacionamento durante oito anos. Sua atuação foi tão aclamada na produção que ela ganhou o Prêmio Molière e Troféu APCA como Melhor Atriz.

Outros espetáculos que entraram para sua lista de sucesso foram os musicais “My Fair Lady", ao lado de Paulo Autran e “Piaf, a Vida de uma Estrela da Canção”. Além do teatro ela também participou de produções no cinema como “Flávio Rangel - O Teatro na Palma da Mão” (2011), “Marquesa de Santos”(1984)  e “ Leonora dos Setes Mares” (1956).

Bibi Ferreira conquistou tanto prestígio que na década de 80 foi homenageada ao batizarem com seu nome um dos icônicos teatros da cidade de São Paulo, localizado no bairro Bela Vista, região central da capital paulista. Ela também nomeia a maior premiação do teatro nacional, o Prêmio Bibi Ferreira.

A artista teve sua trajetória de vida contada na peça "Bibi, uma vida em musical", que ficou em cartaz em 2018 em São Paulo e contava sua história familiar, profissional e amorosa. A atriz Amanda Acosta interpretou a dama do teatro e venceu o Prêmio Bibi Ferreira por sua interpretação.