Foto: Arquivo / Cada Minuto E223ac1e aada 4cea a4b2 dca45e5604f6 Tribunal de Justiça

O réu Adriano Lopes, acusado de homicídio qualificado contra Daniel Silva dos Santos vai a júri popular nesta quinta-feira (14). O julgamento será conduzido pelo juiz titular da Vara, Galdino José Amorim Vasconcelos, a partir das 9h.

O Ministério Público do Estado afirma que o réu queria vingar-se da vítima, porque Daniel teria lhe dado um tapa no rosto. Segundo a denúncia, Adriano Lopes teria cometido o crime em dezembro de 2014, na vila onde ele e a vítima residiam, em Rio Largo. 

Testemunhas afirmam que o acusado chegou a anunciar que mataria a vítima e atirou logo depois, acertando o mesmo com um tiro fatal na nuca.

De acordo com os depoimentos da mãe e do padrasto da vítima, o réu reagiu com frieza após o assassinato e chegou a avisar que, caso questionados pela polícia, eles deveriam dizer que a morte ocorreu durante um assalto.

Adriano confessou o ato, mas alega que agiu em legítima defesa após ser agredido verbal e fisicamente pela vítima, seu padrasto e mais dois homens não identificados.

O réu será julgado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e por utilizar recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

*com Ascom TJ/AL