Foto: Divulgação 4033ad56 9ebb 4880 9dd1 3a66b6c4dae7 Campus Ifal Maceió

Após ameaças divulgadas nas redes sociais ameaçando calouros com a prática de trotes violentos, o Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Maceió, enviou um oficio ao Batalhão de Polícia Escolar (BPEsc), nesta segunda-feira (11), solicitando reforço na segurança para os dias em  que novos alunos ingressarão no Ensino Médio da instituição.

A medida foi tomada após a direção ser informada sobre mensagens ameaçadoras postadas por supostos estudantes do Ifal, que se identificaram apenas como “mascarados”, afirmado que aplicariam trotes violentos aos novatos.

A direção da instituição disse que além de acionar a polícia, outras medidas de segurança, como o aumento no número de funcionários para circular pela área interna e a instalações de câmeras de segurança, já foram devidamente tomadas.

 A diretora do Ifal, Jeane Melo, contou que foi avisada do fato pelas redes sociais e enfatizou que os alunos que praticarem trotes violentos sofrerão punições severas, inclusive com expulsão, pois a instituição está alerta para impedir esse tipo de prática.

Os novos alunos serão recebidos nos dias 13, 14 e 15 deste mês. Ao todo são 700 novos alunos para formar turmas nos cursos técnicos e ensino médio.

No ano passado, duas meninas ficaram feridas após serem atingidas na face com uma tinta vermelha, conhecida como "sangue do diabo", e que demora algum tempo para sair da pele. Ao todo, foram punidos 22 estudantes por participação direta e indireta no caso. Nove alunos foram expulsos e outros receberam sérias punições educacionais.

Veja abaixo algumas das postagens com ameaças: