Cortesia ao CM Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

Após atropelar e matar os irmãos Fortunato Nunes, de 68 anos, e Maria Nunes Ferro, 61, no sábado (9), a suspeita identificada como Rose Estefani Ferreira da Silva, de 35 anos, se apresentou à Polícia nesta segunda-feira (11), na Delegacia de Acidentes de Trânsito. As vítimas estavam em uma motocicleta, de modelo e placa não informados, quando foram atingidas por uma Hilux prata, de placa KFN-6000, em um cruzamento da Cambona, em Maceió.

Em entrevista ao CadaMinuto, um dos familiares das vítimas informou que, após se apresentar à Polícia, Rose foi liberada do local. Em choque, o familiar, que teve a identidade preservada pela reportagem, informou que estava a caminho Delegacia, acompanhado da irmã e da prima, para saber o motivo da liberação da suspeita.

“Eu fiquei sabendo que a mulher se apresentou na Delegacia, mas já foi liberada [...] A mulher cometeu dois homicídios, foram duas vítimas. Não entendo essa Justiça. Como a mulher comete dois homicídios e é liberada?”, desabafou, acrescentando que o questionamento é de toda a família. 

Perguntado se os parentes foram ouvidos pela Polícia, o homem explicou que a delegada responsável informou que irá investigar o caso. Abalado, ele não informou detalhes sobre o inquérito.

O caso

No sábado passado, os irmãos Fortunato Nunes, de 68 anos, e Maria Nunes Ferro, 61, foram vítimas de atropelamento em um cruzamento no bairro da Cambona. Conforme testemunhas, a condutora do veículo teria deixado o local, abandonando o carro e os documentos. 

Os irmãos chegaram a ser socorridos e encaminhados para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas Fortunato não resistiu aos ferimentos e morreu no mesmo dia, na unidade de saúde. Já Maria faleceu nesta segunda-feira (11), em decorrência da gravidade dos ferimentos.

 

*Estagiária sob supervisão da editoria