Foto: Assessoria/Arquivo Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Prefeito Júlio Cezar

A ex-companheira do prefeito Júlio Cézar foi indiciada pelo crime de “vingança pornográfica” após ter espalhado um nude por meio do aplicativo ‘Whatsapp'. Na imagem, o gestor aparecia sem roupa em frente a um espelho.

Segundo o delegado Thiago Prado, após a investigação realizada pela Seção de Crimes Cibernéticos da DEIC, a ex-companheira da vítima foi indiciada pela prática do crime, e vai responder na justiça.

Ainda segundo as provas acostadas no inquérito policial, a mulher [que não teve o nome divulgado] teria sido a responsável por difundir a imagem “desonrosa da vítima através do aplicativo “Whatsapp”, e assim a imagem alcançou grande compartilhamento, causando um severo constrangimento à vítima”.

O delegado Thiago Prado, que coordena o setor de investigação cibernética, informa que esse tipo de delito vem ocorrendo com bastante frequência nos últimos meses, e alerta que o autor pode ser identificado através do trabalho realizado pela Polícia Civil. O crime prevê uma pena de até cinco de prisão.