F8bf537c 8353 4b26 85ad 7b947301354f

Animação, compromisso e satisfação marcaram a entrega de mais 36 residências do Programa Municipal Minha Casa Melhor. Esta é a segunda etapa do programa que visa reformar casas que foram afetadas com as fortes chuvas de 2017. A entrega aconteceu na tarde desta quinta-feira (07).

Durante a tarde, o Prefeito Cláudio Filho Cacau, visitou as residências reformadas, cumprindo o compromisso com a comunidade da Rua São Geraldo (Rua do Arame), na Poeira.

Nas fortes chuvas que afetaram o município em 2017, as residências da comunidade ficaram bastante danificadas, em alguns casos, com ameaças de desabamento. Com isso, a Prefeitura de Marechal Deodoro, por meio da Superintendência de Habitação, iniciou o programa municipal "Minha Casa Melhor".

Desde 2017, quando foi lançando, o programa já realizou a manutenção e reparos em 71 casas, sendo 35 na Rua São Pedro, que fica localizada no Centro Histórico e Barro Vermelho, e agora foram entregues mais 36 residências na Rua São Geraldo.

Emocionada, a moradora da comunidade, Meire da Silva Santos, que sofreu com diversos danos em sua residência durante as fortes chuvas de 2017, contou como era a casa antes do programa.

“Antes quando começava a chover, molhava tudo aqui em casa. Nós perdemos muitos móveis por causa disso. Mas agora, depois dessa reforma não estamos mais sofrendo. Em Marechal Deodoro já passaram muitos prefeitos, mas nenhum fez o que o Cacau está fazendo. Estou muito feliz e satisfeita”, disse a moradora.

Na ocasião, o prefeito Cláudio Filho Cacau, reafirmou o compromisso com a comunidade e falou da satisfação em entregar as novas residências.

“Quero parabenizar a equipe da Habitação e da Infraestrutura pelo trabalho. É muito gratificante ver o sorriso, o brilho no olhar de cada morador, isso eleva a autoestima, dá mais dignidade. O bairro da Poeira é um dos bairros com mais obras da Prefeitura. Estamos reformando a Igreja São José, fazendo a Praça da Juventude. E isso, é o nosso compromisso com vocês”, disse o prefeito.

ESCOLHA DAS FAMÍLIAS

A avaliação das famílias beneficiadas pelo programa foi estabelecida pela Superintendência de Habitação, por meio de um cadastro prévio que seguiu critérios como renda familiar mensal até dois salários mínimos; famílias que compunham membro(s) idosos, ou com deficiência, ou menor(res) de 16 anos de idade; ou formada apenas pela mãe, somente pelo pai ou por um responsável legal por crianças e adolescentes.