Foto: Cortesia Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Central de Polícia Civil de Arapiraca

Uma mulher foi presa após esfaquear os dois filhos, dentro da residência da família, na madrugada desta quinta-feira (7), no município de Lagoa da Canoa, Agreste alagoano.

Segundo informações policiais, Maria Edilene Pereira da Silva, 30 anos, feriu os filhos, um menino de 9 e uma adolescente de 17 anos, durante uma discussão com a filha mais velha. A mulher queria tirar o neto de casa, mas foi impedida pela mãe da criança. Com raiva ela desferiu os golpes de facas que atingiu as vítimas.

Em entrevista a uma rádio local, Maria Edilene contou que é quem toma conta da criança desde que ela nasceu, que a mãe e o pai do neto são envolvidos com ilícitos e maltratam o menino. A mulher disse que, por isso, reagiu quando a filha chegou querendo levar a criança e que em meio à discussão desferiu as facadas.

A acusada ainda alegou que não queria machucar o filho, que ele deve ter se machucado ao tentar defender a irmã, e que não tinha noção da gravidade dos ferimentos causados em ambos.

As vítimas foram socorridas por populares e levadas para a Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca. O menino sofreu um corte no braço e foi liberado logo após o atendimento. Já a adolescente levou quatro facadas e ficou internada na ALA laranja do hospital.

Maria Edilene, que deixou a residência após o crime, foi detida algum tempo depois em um bar. Ela tentou se enforcar dentro da viatura, com pedaços da própria roupa, mas foi contida pelos militares.

A mulher foi levada para a Central de Polícia, no bairro do Baixão, em Arapiraca, onde permanece à disposição da Justiça.