Foto: Divulgação Af9bf97a ddee 47b4 9b86 9b1d46a13d3c

O senador Fernando Collor de Mello assinou nesta terça-feira (15), em Brasília, a ficha de filiação ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS). A solenidade aconteceu ao lado do presidente nacional da sigla, Euripedes Junior e do deputado federal eleito, Capitão Wagner (CE), que representou a bancada do PROS na Câmara. Euripedes destacou que a filiação de Collor reforça o trabalho da sigla na construção de um Brasil melhor.  

O senador apontou a importância que o PROS terá na discussão de temas importantes que serão debatidos no Congresso Nacional nos próximos meses. Collor assegurou que a sigla estará unida para tirar o Brasil do cenário de crise que se arrasta ao longo dos últimos anos. 

“A expectativa que nós temos é de que o PROS terá um papel decisivo na sua atuação no Congresso Nacional. Todos nós sabemos das dificuldades pelas quais o país atravessa. Todos nós sabemos das necessidades que o governo eleito democraticamente tem de ter o apoio do Congresso para fazer avançar as reformas que são imprescindíveis para a construção de um desenvolvimento sustentável para o Brasil. De forma coesa, o PROS estará atuando no sentido de ajudar o Brasil a sair da crise”. 

Ainda durante a solenidade de filiação, Collor expressou alegria ao ingressar no partido, ressaltando a trajetória crescente que a sigla vem tendo. “Eu me sinto muito feliz em estar filiado ao PROS. É um partido que começou pequeno, mas que foi granjeando por todo o Brasil uma legião de seguidores e que atingiu, brilhantemente, a cláusula de barreira na última eleição, graças ao comando do presidente Euripedes que tem se dedicado com tanto afinco, tanto ardor, para fazer com que o PROS seja uma agremiação partidária orgânica, democrática e que todas as questões venham ser discutidas e, assim, tomadas as decisões”. 

O presidente nacional, Euripedes Junior, agradeceu a Collor pela confiança e deu as boas-vindas ao senador. “Quero agradecer a confiança do senador de estar aqui junto conosco, em um partido que nasceu lá em Planaltina de Goiás. Eu entendi que, como vereador, eu não poderia mudar a vida das pessoas, mas com um partido político, sim. É uma satisfação enorme ter um quadro com Collor aqui no PROS. Juntos vamos construir um Brasil melhor”.