Foto: Reprodução/Instagram Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true Advogada alagoana Júlia Nunes desabafou em um vídeo na rede social

A advogada alagoana Júlia Nunes e campeã nacional de tiro esportivo divulgou um vídeo nas redes sociais afirmando que está sendo ameaçada pelo ex-marido de uma cliente vítima de violência doméstica. Segundo ela, o suspeito descumpriu nove medidas protetivas contra a cliente dela e por esse motivo, a advogada fez o requerimento da prisão dele, mas que ainda não foi concedida.

A advogada ainda ressaltou que existem mais de 20 boletins de ocorrências contra ele. “O processo anda, mas a prisão ainda não foi decretada. O Ministério Público fez um relatório apoiando nosso pedido pela prisão do rapaz”.

Porém, Júlia afirmou que tem sido perseguida e que o suspeito tem enviado mensagens, além de ligações ameaçando-a. “Ele disse que eu deveria ter muito cuidado já que ninguém o prendia e ele estava acima da lei”.

Nunes disse que após as ameaças, a advogada precisou entrar em contato com ele devido a um roubo do cartão de crédito da cliente que ele utilizava sem autorização. “Ele me mandou diversas mensagens dizendo que todo advogado era bandido e mandado botar a medida protetiva naquele lugar. Foi um desrespeito ao Judiciário, a minha classe e eu como mulher”.

Em um vídeo divulgado, o suspeito aparece confessando o crime dizendo que “deu na cara” e que ela (a ex-companheira) foi tratada como “toda mulher vagabunda” deve ser tratada. Por fim, Júlia pede que haja uma penalidade e uma prisão “antes que aconteça um crime maior”.

O nome da cliente e do suspeito não foram divulgados pela advogada.