Foto: Assessoria Rs=w:350,h:263,i:true,cg:true,ft:cover?cache=true

O ano de 2019 celebra importantes marcos científicos para o planeta Terra, como os 50 anos da chegada do homem à lua. Para celebrar isso, o Centro de Estudos Astronômicos de Alagoas realiza, a partir desta quinta-feira (10), 100 horas de astronomia. Serão exposições, palestras, observações telescópicas e muitas outras coisas em uma programação totalmente gratuita, para promover a ciência e o conhecimento. A realização conta com o apoio do Sinteal. As atividades acontecem em alguns pontos da capital, inclusive na sede do Sinteal, no Mutange.

Promover a divulgação científica é uma das principais atividades do CEAAL, que existe em Alagoas desde 1978 e reúne astrônomos/as amadores/as. O grupo se reúne sempre para fazer estudos, e periodicamente organiza palestras e noites de observação do céu. Eles entendem que a ciência só faz sentido quando o conhecimento por ela gerado é transferido de volta a comunidade, no intuito do seu aprimoramento.

 “100 horas de astronomia” é um desses eventos, só que com dimensão maior para comemorar grandes feitos científicos da história. “esse ano completamos 100 anos de existência da União Astronômica Internacional, os 100 anos das observações que permitiram comprovar a Teoria da Relatividade Geral (em Sobral), 50 anos da chegada do homem à lua, entre outros importantes acontecimentos. Queremos chamar atenção das outras pessoas para o assunto”, disse Betânia Pereira, sócia do CEAAL.

O evento acontecerá durante quatro dias e noites, de 10 a 13 de janeiro de 2019. Astrônomos amadores e profissionais, entusiastas da astronomia e o público em geral são convidados a compartilhar seu conhecimento e entusiasmo pelo espaço participando de uma atividade programada ou para organizar uma delas como parte deste projeto global. Nesse dia o CEAAL pretende realizar palestras, exposições, aulas públicas, demonstrações cientificas, observações astronômicas, etc. para o público em geral e especialmente para jovens estudantes. Às 9h desta quinta-feira (10), a programação será iniciada com a exposição “paisagens cósmicas”, na sede do Sinteal.

No segundo dia tem palestra sobre o observatório e ensino de astronomia nas escolas, com o professor Adriano Aubert. Ao longo das 100 horas, que se encerram na noite do próximo domingo, haverá algumas observações telescópicas públicas, palestras e exposições. Confira a programação e participe!