Foto: Divulgação 50e0b618 cc8f 44e2 acb1 bcaff91a4daf Instituições alagoanas não conseguiram alcançar a nota máxima na lista divulgada pelo Inep.

Um levantamento divulgado nesta terça-feira (18), pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostrou que nenhuma faculdade alagoana conseguiu entrar para o ranking das melhores universidades do país.

Dentre as 24 instituições de Alagoas avaliadas apenas uma, o Centro Universitário Tiradentes, conseguiu nota 4, e se aproximou da nota máxima considerada pelo Índice Geral de Cursos (IGC) que é 5.

A Universidade Federal de Alagoas (Ufal) teve 96% de aprovação em 50 cursos avaliados e obteve nota 3. O Centro Universitário Cesmac conseguiu a mesma nota que a Ufal e outras nove instituições ficaram com a nota 2.

A nota do IGC varia de 1 a 5. As instituições que conseguem notas 4 e 5 são consideradas excelentes e abaixo de 3 são consideradas insatisfatórias.

Faculdades que ficam com notas abaixo de 3 não podem se expandir, ou seja, não podem construir novos campi, nem abrir cursos ou aumentar o número de vagas. Além disso, cursos autorizados podem sofrer redução de vagas ou ter processos seletivos suspensos, após vistoria de especialistas.

O levantamento é divulgado anualmente pelo MEC e é fruto de média ponderada das notas de cursos de graduação e de mestrado e doutorado. Considera as médias do Conceito Preliminar de Cursos (CPC) avaliados nos últimos três anos, ponderada pelo número de matrículas em cada um deles, a média dos conceitos da avaliação CAPES dos programas de pós-graduação stricto sensu na última avaliação também trienal e ponderada pelo número de matrículas nos programas.

Além disso, também entra no cálculo do IGC, a distribuição de estudantes entre cursos de graduação e pós-graduação

No levantamento divulgado nesta terça, foram considerados os cursos de Ciências Exatas. Licenciaturas e áreas afins, como Arquitetura e Urbanismo, Ciência da Computação, Ciências Biológicas, Ciências Sociais, Educação Física, Engenharia Civil, Engenharia de Computação, Engenharia Química, Pedagogia, Geografia e Sistema de Informação.

O INEP também informou que 278 instituições de ensino superior no Brasil tiveram desempenho inferior às demais instituições avaliadas em 2017. De acordo o Ministério da Educação (MEC), 13,5% das instituições de ensino no Brasil tiveram um Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) 1 ou 2 em uma escala que vai de 1 a 5. 

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) ficou em primeiro lugar no ranking, com a melhor nota do IGC, mesma posição da avaliação do ano passado.

Confira abaixo as notas das faculdades alagoanas:

Universidade Federal de Alagoas (Ufal): 3

Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal): 3

Centro Universitário Cesmac: 3

Faculdade Alagoana de Administração (FAA): 3

Faculdade da Seune: 3

Faculdade Estácio de Alagoas (Estácio FAL): 3

Faculdade Maurício de Nassau: 3

Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Maceió (Fama): 2

Faculdade de Tecnologia de Alagoas (FAT): 3

Faculdade Figueiredo Costa (FIC): 3

Instituto de Ensino Superior de Alagoas (Iesa): 2

Faculdade da Cidade de Maceió (Facima): 2

Faculdade São Vicente: 2

Instituto de Ensino Superior Santa Cecília (IESC): 2

Instituto Federal de Alagoas (Ifal): 3

Centro de Ensino Superior Arcanjo Mikael de Arapiraca (Cesama): 3

Centro Universitário Tiradentes (Unit): 4

Faculdade de Ensino Regional Alternativa: 2

Faculdade Raimundo Marinho (FRM): 2

Universidade Estadual de Alagoas (Uneal): 3

Faculdade Pitágoras de Maceió: 2

Faculdade Cesmac do Sertão: 3

Faculdade Cesmac do Agreste: 3

Faculdade Raimundo Marinho de Penedo: 2

Veja AQUI o resultado do levantamento