Foto: Arquivo / Cada Minuto F546101c dd76 404f 99fc 7539d0786554 Universidade Federal de Alagoas (Ufal)

Na próxima quinta-feira (13), o Grupo de Pesquisas Linguagens e Culturas Visuais do curso de jornalismo da Universidade Federal de Alagoas (Ufal) promoverá um evento em torno dos 50 anos do AI-5. Para tanto, partindo da efeméride, o encontro irá apresentar reflexões históricas e jornalísticas sobre o período, revisitando historicamente, reconstituindo e atualizando memórias.

A programação da atividade, aberta ao público, contará com três sessões e ocorrerá a partir das 17h30 no auditório do novo prédio de Comunicação Social (Cos), localizado no campus A.C. Simões.

A primeira sessão é uma mesa intitulada “Repercussões históricas pós AI-5” e contará com a participação dos professores Anderson Almeida (do curso de história), Raquel do Monte e Ricardo Barros, docentes de jornalismo. Em seguida será apresentado um curta-metragem, Manhã Cinzenta (1968), de Olney São Paulo, filme que faz alegoria aos regimes autoritários na América Latina. A exibição contará com os comentários da graduanda em jornalismo, Ariane Félix e da coordenadora do grupo de pesquisas que organiza o evento, Raquel do Monte. A mesa final, “Narrativas e memórias sobre o período militar”, contará com a participação de parentes de vítimas da repressão.

De acordo com a professora Raquel do Monte, o evento pretende possibilitar a reflexão sobre o período militar brasileiro a partir das narrativas construídas pela História, pelo Jornalismo e pelas famílias que atravessaram o período. “Pretendemos também discutir os impactos da promulgação do AI-5 no jornalismo e nos movimentos de resistências, atualizando a compreensão sobre censura e repressão, por exemplo”, pontua. A atividade emitirá certificado de participação com carga-horária de 4h. 

Sobre o AI-5

O ato institucional número cinco representa o endurecimento do regime ditatorial no Brasil com a institucionalização da repressão e censura. Decretado em 13 de dezembro de 1968 pelo general Augusto da Costa e Silva o AI-5 previa o fechamento do Congresso Nacional, cassação de mandatos dos parlamentares, bem como a suspensão dos direitos políticos dos cidadãos considerados ameaça ao Estado. 

Programação - 13 de dezembro
17h30 - Mesa de abertura: Repercussões históricas pós AI-5
19h - Exibição de curta-metragem sobre o período militar
Roda de diálogo: Narrativas e memórias sobre o período militar